Nova Carta de Ocupação do solo já está disponível e em acesso aberto | DGT

A Direcção-Geral do Território (DGT) apresentou, em evento público, no dia 5 de Julho do ano corrente, a Carta de Ocupação do Solo 2015 (COS 2015). Trata-se de informação geográfica de natureza temática, sob a forma de inventário, produzida pela DGT, da maior importância para estudos de caracterização e de observação do território, bem como da dinâmica dos sistemas naturais, seminaturais e dos espaços artificializados.

A informação vectorial está estruturada em 48 classes, em coerência semântica com as séries de 1995, 2007 e 2010, tendo sido obtida por análise visual de imagens aéreas ortorretificadas de grande resolução espacial, suportada em dois critérios estruturantes: uma distância mínima entre linhas de 20 metros e uma unidade mínima cartográfica de 1 ha. Os dados são disponibilizados em acesso aberto (aqui), sem custos, facto que a Associação Portuguesa de Geógrafos assinala com grande regozijo na medida em que tal decisão política tem implicações positivas na investigação, na administração pública e nas empresas.

Na apresentação pública também foram apresentados estudos académicos, disponíveis aqui, que revelam o alcance de tal informação geográfica na monitorização de sistemas, no reporte de emissões e sumidouros de gases de efeito de estufa, no apoio à operacionalização do conceito de serviços de ecossistemas nas políticas públicas, no reconhecimento de faixas de transição difusa urbano-rural. Neste mesmo contexto, foram apresentados alguns produtos enquadrados nos serviços Copernicus, como por exemplo as séries multitemporais de grau de impermeabilidade, do grau de coberto florestal e tipo de floresta, e sobre as pastagens, zonas húmidas e corpos de água.