Área Metropolitana do Porto organiza fórum sobre gestão inteligente de territórios | 09h00-13h00 | 09 de Março

A Área Metropolitana do Porto (AMP) organiza sexta-feira, em Santa Maria da Feira, um fórum sobre gestão inteligente de territórios, destinado a autarcas e quadros técnicos das câmaras municipais, anunciou hoje esta entidade composta por 17 municípios.

"Uma gestão inteligente é a que coloca em primeiro plano as pessoas - elas são aqui o alfa e o ómega. O bem-estar das pessoas e a sua qualidade de vida são as finalidades essenciais desta gestão", referiu à Lusa o presidente da AMP, Eduardo Vítor Rodrigues.

O também presidente da câmara de Vila Nova de Gaia frisou que "a inteligência na gestão parece relacionar-se com conceitos como a otimização de recursos e com o aumento do lucro".

"Assim é no universo empresarial. No domínio dos serviços públicos estamos a falar de gerir da melhor forma possível os impostos dos cidadãos. Gerir com consciência, com equilíbrio, com planeamento o dinheiro que pertence a todos. Esta é a grande responsabilidade, a responsabilidade de gerir bem o bem comum que norteia e empresta sentido a uma gestão pública inteligente", acrescentou o autarca.

Com o nome "Gestão Inteligente e Smart Cities", o fórum organizado pela AMP realiza-se no Europarque, em Santa Maria da Feira, das 09:00 às 13:00 com três oradores que farão comunicações sobre os desafios que a gestão inteligente coloca aos municípios e sobre o uso das tecnologias na gestão dos territórios.

A AMP antecipa, em comunicado, que a iniciativa será conduzida por investigadores "com uma longa experiência no terreno" e que estes "conhecimentos são essenciais para enfrentar os desafios que as mudanças impõem aos gestores e aos líderes públicos e privados".

O professor e investigador da Universidade do Porto, Rio Fernandes, que é também geógrafo e presidente da Associação Portuguesa de Geografia, será o responsável pela comunicação "Inteligência territorial e os desafios da governança".

Soma-se a comunicação "O desafio da gestão inteligente de um município" por Eloy Cuellar, que é investigador e professor universitário e autor de obras como "La Gestión de la Calidad en las Administraciones Públicas Españolas".

Está prevista ainda a comunicação "o desafio das SMART Cities e a gestão inteligente" de Jordi Hereu, presidente da câmara de Barcelona de 2006 a 2011 e autor de "Barcelona Modelo Avançado de Gestión Pública".

Este é um dos fóruns que a AMP quer organizar ao longo de 2018, devendo o próximo realizar-se em maio em Vila de Conde, sendo dedicado às alterações climáticas e a questão da água.

"A AMP pretende criar espaços de troca e partilha de novos conhecimentos, ideias e experiências que possam ser úteis à gestão e práticas políticas das câmaras municipais. Pretende-se que o saber científico seja o mais possível disseminado no interior da AMP", conclui o presidente da AMP, Eduardo Vítor Rodrigues.

In DN ECONOMIA 05 de MARÇO de 2018 

 

Ver mais informação