Mensagem de Ano Novo do Presidente da APG

Caro(a)s associado(a)s, Caro(a)s Geógrafo(a)s,
e a todo(a)s os que se interessam e gostam da Geografia.
No ano que agora termina, e, tal como o anterior, profundamente marcado pela pandemia, deixamos um pequeno balanço da atividade desenvolvida pela Associação Portuguesa de Geógrafos (APG) e uma mensagem de agradecimento a todos os que connosco colaboraram e contribuíram para a valorização da Geografia e dos Geógrafos.
Em 2021 a Associação Portuguesa de Geógrafos viu-se, ainda, obrigada a adaptar a sua atividade para poder continuar a contribuir para a valorização dos Geógrafos e para aumentar a visibilidade da Geografia, não deixando de prosseguir a sua aposta na comunicação, na formação, na divulgação do trabalho de Geógrafos, no incentivo e premiação da investigação e do ensino ou no relembrar e homenagear os Geógrafos, já falecidos, que muito contribuíram para o crescimento, consolidação e prestigio da Geografia.
Continuámos a reforçar as colaborações e as parcerias institucionais, das quais nos permitimos destacar a coorganização, com a Associação Espanhola de Geografia e a Universidade de Salamanca, do XVII Colóquio Ibérico de Geografia, que se irá realizar em julho de 2022, ou das Olimpíadas da Geografia, dando continuidade ao trabalho que vem sendo desenvolvido em parceria com a Associação dos Professores de Geografia.
No entanto, o grande desafio de 2021 foi a realização, em colaboração com o Departamento de Geografia e Turismo da FLUC, em novembro de 2021, em Coimbra, do XIII Congresso da Geografia Portuguesa (CGP).
O XIII CGP, apesar das circunstâncias especiais em que decorreu, permitiu demonstrar a vitalidade dos Geógrafos Portugueses e a qualidade e valor social da Geografia, reunindo mais de duas centenas de Geógrafos, através da apresentação e discussão de 216 comunicações orais (https://cgeop.pt/.../2021/11/XIIICGP_LIVRO_RESUMOS.pdf), repartidas por 12 eixos temáticos (https://cgeop.pt/eixos-tematicos/), que durante dois dias foram discutidas em cinco sessões paralelas, a que se somou uma muito participada mesa redonda e duas conferências (https://cgeop.pt/conferencias/), a de abertura, proferida pelo Prof. Paulo Pereira (Universidade Mykolas Romeris, Lituânia) e a de encerramento, a cargo da Profª. Teresa Barata Salgueiro (Universidade de Lisboa-IGOT).
Apesar dos esforços em ampliar e reforçar o diálogo entre todos os Geógrafos e promover e dinamizar a APG, no sentido que todos se sintam representados pela sua Associação, continuamos a apelar a todos para se façam associados da APG, permitindo assim o seu crescimento e reforço.
Tal como no final de 2020, queríamos deixar uma palavra de esperança, desejando a todos que 2022, pouco a pouco, nos permita voltar à normalidade, possibilitando assim o retomar dos afetos e a convivência, em total segurança, com os que nos são mais queridos.
Saudações Geográficas,
António Bento Gonçalves
(Presidente da Associação Portuguesa de Geógrafos)