Abertura do Concurso ‘Estímulo ao Emprego Científico Individual 2017’

A FCT anuncia a abertura do Concurso ‘Estímulo ao Emprego Científico Individual 2017’, que visa o *financiamento individual de 500 contratos para investigadores doutorados em todas as áreas científicas*.

O anúncio de abertura do Concurso lançado pela FCT este ano, descreve o que pretende ser um dos novos mecanismos de financiamento previstos noRegulamento do Emprego Científico, que visam o reforço sistemático do emprego científico no SCTN, aumentando as vias e oportunidades de emprego para doutores e efetivando o emprego científico após o doutoramento.

Podem candidatar-se todos os doutorados de qualquer nacionalidade ou apátridas, com um percurso em qualquer área científica, que pretendam realizar a sua atividade de investigação científica ou desenvolvimento tecnológico em Portugal, integrados em unidades de I&D financiadas pela FCT. As candidaturas decorrem de *19 de janeiro de 2018 até às 17:00 (hora de Lisboa) de 12 de fevereiro de 2018*.

Consideram-se as seguintes categorias de referência:

a.  *Investigador júnior:* doutorado com reduzida experiência de investigação pós-doutoral ou sem currículo científico após o doutoramento na área científica a que se candidata.

   1. *Investigador auxiliar:* doutorados há mais de 5 anos, com currículo relevante na área científica a que se candidata, sem exigência de demonstração de independência científica.

   2. *Investigador principal:* doutorados há mais de 5 anos, com currículo relevante na área científica a que se candidata, demonstrando independência científica nos últimos 3 anos.

   3. *Investigador coordenador:* doutorados há mais de 5 anos, detentores do título de habilitado ou agregado, com currículo de mérito elevado na área científica a que se candidata, demonstrando independência científica e com evidência de liderança na área científica a que se candidata.

Na candidatura, a submeter eletronicamente em língua inglesa, os candidatos devem indicar as instituições de acolhimento onde vão realizar a sua investigação. Por sua vez, as instituições de acolhimento devem associar-se às respetivas candidaturas. Os investigadores selecionados são diretamente contratados pela instituição de acolhimento identificada, através de financiamento da FCT.

Ver mais informação